segunda-feira, 30 de junho de 2014

Muito mais de mim

 Tinha passado meu batom vermelho, espremido naquela calça nova, borracado maquiagem,trocado combinações,me enquadrado em todos os ângulos possíveis do espelho...o relógio conametrou algo em torno de duas horas desde o momento que o celular havia tocado e o convite havia sido feito.Nada muito formal,um dia de semana,quinta feira para ser exata. Aceitei por educação,para não desagradar aos amigos que reclamavam da minha sempre ausência recente em encontros como aquele.

 Foram risos,rock clássico,boas companhias. Mas foi aí,quando estava tudo bem,que olhei para o lado e no meio de todas aquelas pessoas pensei em você,depois de tanto tempo. Era o típico programa de casal que planejei anos atrás caso chegássemos a ter algum envolvimento formal.

Te vi com aquele sorriso torto,cantando alguma música do Oasis para dar apoio a desafinada cantora que ali estava, segurando minhas mãos por debaixo da mesa ,cortando minhas frases para também contar algum caso clichê que tivesse acontecido recentemente conosco. É,com inúmeras pessoas habitando minha vida fui pensar em você,querer justo sua presença  ali para me fazer companhia.

Perdida em alguma frase escutei meu nome, desliguei dos meus devaneios e voltei a realidade.Foi assim,nesse momento em alguma piada que olhei rapidamente e despretensiosidade para a mesa de trás. Seu olhar me fitando em conjunto com um sorriso escondido me encarando,o presente em um passado que eu sonhara há alguns minutos atrás. Todo aquele tempo e você exatamente no mesmo lugar que eu ,em uma mesa rodeada  de amigos e escutando a música que me remeteu a nossa história.. Paralisada e por força do habito dediquei um sorriso frouxo como quem diz que foi uma casualidade te encontrar ali e voltei a narração de um algum amigo sobre uma bebedeira recente e um hematoma que ele não sabia de onde ter vindo.

No meio de tantas pessoas, na caótica e pacata cidade que nos reencontramos. Meu "gringo",que recitava poesias, cantava em inglês e que há alguns anos havia me ensinado a primeira despedida com a qual lidei em toda a minha vida.Agora um pouco mais experiente,com cabelos mais claros e conhecimentos acumulados dos livros que lera todos esses anos. 

E aconteceu que estando naquele lugar em sorrisos,frases cortadas,risadas exageradas e alguma música desconhecida enquanto você me reparava que cheguei a conclusão que sempre fui muito. Muito sentimento,muitas histórias,muita saudade,muito intensa,muito extravagante,muito tímida,muito eu e que você sempre fora menos. Menos meu,menos o que idealizei que você deveria ser,menos histórias,menos promessas e menos amor do que eu merecia. É que na verdade nunca gostei de nada que não me preenchesse ou acrescentasse. Sempre foi oito ou oitenta. Tudo bem que com você foi exceção mas comigo é assim ou acrescenta ou vaza, prato vazio não mata fome. Mas agora,sentindo você analisar minha postura e cada gesto que fazia, na mesa de trás ,cheguei a conclusão que de alguma forma o destino conspirou a favor ou melhor falando contra nós. 

Analisando a situação,não me via ali sentada ao seu lado e de seus amigos,do outro lado do bar, comentando educadamente e friamente sobre política. Pô,sabemos que sempre preferi vozes altas,opiniões verdadeiras,diversão,risos e casos com amigos a uma boa dose de etiqueta e contensões monitoradas. Não que seja contra etiqueta ou não saiba me portar,porque ambos sabemos que quando necessário tenho certa e quem sabe até alta dose de  fineza,mas é que prefiro ser eu mesma com meu batom vermelho,calça apertada,sorriso estampado,casos bobos a ser uma pessoa que se vigia a cada momento para agradar e tentar chegar ao nível intelectual e social do seu acompanhante. 

Para sermos críticos,não era eu que não me encaixava aos seus padrões,foi sempre você que nunca conseguiu se adequar a minha balança de emoções e gestos. E quer saber? Pode continuar me olhando,vou te olhar só mais uma vez e logo em seguida soltar aquela risada que você nunca gostou que eu desse em público. Foda-se sua opinião. E eu bem sei que depois disso você vai se lamentar por ter sido muito menos do que aquilo que eu sempre busquei pra mim e desejar ter sido mais homem em minha companhia.Desculpa meu bem,aquele devaneio foi momentâneo e sem razão devido a uma pontinha de saudade que bateu e foi embora. Na memória é tudo mais bonito não é verdade? Foi só isso um devaneio,longe da realidade que me encara.... Garçom,traz mais uma dose de confiança que é para garantir que se ontem eu amei e fui amada moderadamente hoje eu só me contento com inteiros e extravagâncias.
                                                                                            Luiza P.

11 comentários:

  1. Deixar de ser o que se é para agradar o(s) outro(s) equivale a se inscrever num concurso de fantasias.
    GK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com suas palavras. O importante é essência. Gratidão por suas palavras!

      Excluir
  2. Oi linda tudo bem?
    Texto lindo e muito bem escrito :D

    Maah Music - Aumenta o som com Godasadog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,tudo certinho por aqui e por aí? Obrigada por seus elogios e por sua visita :)

      Excluir
  3. Nossa, que texto lindo cara. Eu amei. Com certeza flor tem que ser assim, nada pela metade contenta ninguém ou é ou não é. "Na memória é tudo mais bonito", amei essa frase, fiquei aqui pensando nela, me chamou muita atenção. Tudo que vivemos fica na lembrança, se foi bom ótimo, se foi ruim, experiência. Não é? Bjs :*

    http://livros-e-paixonites.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério,que bom saber que leu minha crônica e a compreendeu além das palavras. Lendo seu comentário percebi a responsabilidade que tenho sobre minhas palavras e não tinha dado muita importância a esta frase mas é verdade... Tudo é lembrança e vale de experiência. Obrigada por sua visita e por seu apoio. É bom saber que tenho já alguns amigos leitores e blogueiros. Sua visita trouxe cores a está humildade blogueira. Beijos

      Excluir
  4. Oi Luiza ! Vim visitar teu cantinho :)

    Vc quem escreveu esse texto ? Amei ! Parabéns !! :D

    Beijão e boa Quinta !

    | O Blog Que Não é Blog |

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Anna,obrigada por sua visita é um prazer te receber por aqui. É de minha autoria sim. Bom restinho de quinta e comecinho de fim de semana. Beijos

      Excluir
  5. Parabéns, mais um belo texto.

    http://palavrasmaisrimas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre gentil. Obrigada por suas palavras e por sua visita Rodrigo

      Excluir
  6. Ual, amei o texto!
    Que talento menina :), parabéns de verdade sucesso !
    http://vestidaparafalar.blogspot.com.br/2014/07/como-cuidar-da-pele-em-casa.html

    ResponderExcluir